quarta-feira, 30 de junho de 2010

Afeganistão até quando?

Ninguém sabe. Os Estados Unidos não sabem, a NATO não sabe, ninguém sabe. A ofensiva que decorre no Sul do Afeganistão é a segunda. Em 2009 aconteceu uma outra. Ou será ainda a mesma?
A mudança de liderança na ISAF e no comando norte-americano não ajuda aos objectivos de Obama. Começar a sair do Afeganistão em Julho de 2001, afigura-se por agora, sem nenhuma perspectiva de melhoria significativa, como uma data falhada. Mas convém que se perceba que o problema não é Obama, porque o actual presidente norte-americano herdou uma situação para a qual tem de encontrar saídas. E a questão é essa. Já não se trata de ganhar a guerra mas de sair do Afeganistão não perdendo a face. Aliás, eu acho que ninguém sabe ao certo quem é o inimigo. Serão Taliban, Senhores da Guerra, Traficantes? Pois, inventaram uma designação: insurgentes, seja lá isso o que for.
O pior é para os afegãos que por lá vão continuar e que vão ficar com um país feito em cacos. Pode dizer-se que não estava melhor. É verdade. Mas agora a esperança também está morta e enterrada.

José Manuel Rosendo

Sem comentários:

Publicar um comentário